Voltar ao topo

A recepção de academia e Carl Gauss

 Por: Almeris Armiliato     18 setembro, 2018      3 minutos de leitura

A recepção de academia e Carl Gauss

O alemão Carl Gauss, conhecido como o “príncipe da matemática”, é o criador da curva de Gauss ou Gaussiana. Ela representa uma distribuição normal, conhecendo alguns parâmetros de média e desvio padrão é possível determinar qualquer probabilidade. Seguramente, podemos afirmar que Carl nunca imaginou que seria referência na recepção de academia. Mas, em todos os treinamentos de vendas que dou, ele é citado.

O matemático criou uma curva em forma de sino para representar o que é normal e o que é aleatório. Isso influenciou o mundo dos matemáticos e o mundo dos não matemáticos também. No texto vou mostrar para você como isso é aplicado no dia a dia da academia. Não perca!

A falsa maioria

Sempre que dou treinamentos de vendas também ensino como receber um prospect (interessado) na recepção. A pergunta que certamente vou ouvir me remete ao alemão dono da curva famosa. A pergunta é: O que fazer com aqueles muitos prospects que não querem entrar para conhecer a academia?

Ao fazerem a pergunta, citam ainda que a MAIORIA alega não querer entrar. Apesar da real maioria dos prospects agirem de maneira igual e seguirem as orientações da recepção.

Minha reação então é perguntar: É a maioria mesmo? A maioria não quer entrar ou é um ou outro? A resposta então muda, e invariavelmente se transforma para: Não é a maioria.

A exceção

O fato é que todos nós lembramos muito mais desses prospects que são uma exceção, ao invés de nos lembrarmos das dezenas de outros que se comportam de maneira normal.

A exceção marca mais. A exceção é tão diferente que chama mais a atenção. Essa é a essência da curva de Gauss.

Há muitos que têm o mesmo comportamento e são considerados “normais”, mas os poucos que saem desse “normal” acabam se destacando. Devido a isso chamam mais a atenção dos donos de academia.

A curva de Gauss e a recepção de academia

Você que é gerente de vendas, líder de vendas ou o dono da academia, não administre sua equipe baseado em exceções! O que importa é a média. Os casos fora da média devem ser tratados separadamente. Uma boa metodologia deve contemplar a maioria. Se não contempla a maioria é por que seus cálculos estão mal estabelecidos ou o método está incorreto.

Certamente algum de seus colaboradores já lhe procurou falando: todo mundo está reclamando! Quando você pergunta quantos, eles gaguejam e a resposta é: um, dois ou no máximo três. Mas parecem muitos devido a excepcionalidade ou intensidade da reclamação.

Nenhuma empresa e nenhuma equipe podem ser administradas na exceção. Gestão profissional é gestão da média. A não ser em tempos de crise, os processos devem contemplar o que acontece com maior frequência.

Caso você corra atrás de exceções, vai ficar louco. Lembre-se que Carl Gauss já fez o trabalho mais difícil: lhe entregar o mapa da mina.

Não procure agulhas no palheiro, não mude seus processos por conta de exceções, mas, dê ouvidos à sua equipe. Ouça com atenção, deixe-os desabafarem e siga firme nos seus processos.

Carl Gauss está contigo! Conte com seus estudos para uma boa recepção de academia. Ficou com alguma dúvida sobre o método? Deixe nos comentários.


Comentários:

Will disse:

You made some good points there. I checked on the internet for more information about the issue and found most individuals will go along with your views on this website. I will immediately take hold of your rss feed as I can’t to find your e-mail subscription link or e-newsletter service. Do you have any? Please let me recognize so that I could subscribe. Thanks. Its such as you read my thoughts! You appear to grasp so much about this, such as you wrote the e book in it or something. I think that you simply could do with some p.c. to force the message house a bit, but instead of that, that is excellent blog. A great read. I will definitely be back. http://cspan.org/

Claudia Zamberlan disse:

Muito bom este texto. As academias precisam olhar mais para seus lideres; melhorar suas competências e qualificações para que os mesmos possam liderar melhor suas equipes. Bons lideres, boas equipes, melhor percepção do cliente. A academia não fica refém de preço e sim vende Valor.

SERGIO NOVAES disse:

Olá Alméris, tudo bem! Obrigado pelo texto e por mais um conhecimento. Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *